12 de fevereiro, 2017

Como organizar o seu tempo e ter mais tempo com sua filha.

Olá, mamãe!


A nossa conversa hoje será para você que vive se queixando que não tem tempo para nada e não consegue dar atenção para a sua pequena. Antes de começarmos com nossas dicas, fique tranquila, pois esta situação é totalmente contornável.

Por isso, vamos ensiná-la a como gerir melhor o seu tempo para que, além de conseguir dispor de mais tempo com a sua filha, você consiga realizar outras atividades essenciais para a sua rotina.

Tenha uma agenda

 

Mixed race secretary working in modern office in skyscraper, writing and sticking adhesive notes with tasks on window.

Não importa se será virtual, física ou aplicativo no celular: o importante é ter algo que a permita organizar as suas tarefas diárias. Tente montar o seu cronograma no domingo, prevendo quanto tempo vai gastar em cada atividade. Checar a agenda diariamente deve fazer parte da sua rotina, assim como escovar os dentes.

Deixe a pequena participar de suas atividades
Happy mother and small daughter buying sweet citrus fruits

Uma ida ao supermercado, por exemplo, é um momento de aprendizado. Isso mesmo! Você pode ensiná-la sobre a importância de economizar, como escolher frutas (e, até mesmo, aprender a contar, identificar cores e conhecer palavras, para o caso de meninas bem pequeninas). Além disso, uma simples ida ao shopping ou cabelereiro, se transforma naquele momento único entre mãe e filha, fundamental para estimular o diálogo e a cumplicidade entre vocês.

Concentre-se

Pode parecer meio óbvio, mas vivemos em uma sociedade moderna, cheia de atrativos e internet à nossa disposição. Vai dizer que você nunca se pegou fazendo comida e dando uma conferidinha inocente nas redes sociais? Por isso, enfatizamos que a concentração é algo trivial para você que reclama de não ter tempo. Preste atenção nos seus gestos, ao que ela diz e como se comporta. Acredite: os pequenos detalhes podem dizer muito a respeito de sua filha.

 

Girls and mother playing outdoors

Por fim, fuja da perfeição. Muitas vezes nos cobramos porque algo não saiu exatamente da forma como pensávamos, mas não leve tudo isso ao pé da letra. O ponto aqui é organizar a sua rotina e conseguir conciliar a sua rotina de forma que você fique, ainda mais, inserida na vida da sua filha.

Nos vemos na próxima conversa. Até mais!


24 de janeiro, 2017

Material escolar: acabe com este pesadelo

Education, Back to School, Shopping.

Todo ano é o mesmo terror: a busca pelo material escolar. A guerra entre o que dói menos no bolso e o que agrada a sua pequena se repete e pode se tornar muito estressante se você não tiver jogo de cintura.

Mas como equilibrar contas e gosto da pequena nessa maratona? Calma, mamãe. Nada de desespero. Hoje, nós vamos ajudá-la nesta missão quase que impossível, dando dicas valiosíssimas para você tirar mais essa tarefa de letra.

Crianças pequenas, em casa

Se sua menina é ainda muito pequena, acredite: a melhor decisão a ser tomada é deixá-la em casa. Desta forma, você evita maiores dores de cabeça, e não cede a pedidos chorosos ou manhas para comprar aquele caderno da Frozen. Além disso, as crianças pequenas sempre ficam tentadas a trocar de material todo o ano, mesmo que itens como estojo e apontadores estejam em plenas condições de uso.

Planejamento é fundamental

É preciso analisar todas as finanças de casa para saber exatamente como estará o seu caixa para realizar a compra do material escolar. Uma maneira de fazer as crianças entenderem que não se pode comprar tudo que se vê, é ensiná-las que, ao longo do ano, outros desejos surgirão, como viagens, roupas da moda, ou brinquedos e que é preciso organização financeira e definição de prioridades.

Unidos venceremos

Comprar por atacado é muito mais barato. Que tal juntar todos os parentes que têm crianças matriculadas na escola e fazer um mutirão de compras? Acredite, a economia seria muito, mas muito boa.

Defina um roteiro

Traçar uma rota de busca antes mesmo de sair de casa é uma ótima alternativa para otimização de tempo. Você pode pesquisar com outras mães da escola onde elas costumam fazer suas compras.

Realize uma pesquisa prévia pela internet e escolha de dois a três lugares para coletar preços. Depois, em um outro dia e com o comparativo em mãos, faça as compras.

Viu só, mamãe? Comprar o material para a sua pequena não é um bicho de sete-cabeças. Esperamos tê- la ajudado nesta missão.

Nos encontramos em breve. :)


08 de janeiro, 2017

Cuidados fundamentais para a pele no verão

Olá, mamãe!

A estação mais quente do ano chegou, e é por isso que é importante você redobrar alguns cuidados

para proteger a pele da sua menina durante o verão. Nesta época, os índices de radiação

ultravioleta são maiores, e pode provocar queimaduras, alergias, ou o temido câncer de pele.

As altas temperaturas estimulam maior sudorese, causando problemas, como micoses, brotoejas,

manchas e sardas. Por isso, no post de hoje, vamos dar dicas para que você consiga proteger sua

menina de qualquer perigo.

 

Começando pela pele

O protetor solar é fundamental em qualquer estação do ano, mas no verão, as aplicações devem ser

intensificadas. Aposte em protetores com fator de proteção solar 15 ou 20 para o dia a dia. Os

fatores mais altos são interessantes em caso de viagens para praia, ou locais onde a exposição ao

sol seja mais direta. Lembre-se: é fundamental aplicar o produto meia hora antes da criança tomar

sol.

Little daughter applying sun cream to her mother nose

Alimentação também é importante

Alguns alimentos contêm substâncias naturais que protegem a pele, como a cenoura, mamão e

beterraba.  Perceba que, os exemplos que demos, são frutas e legumes de cor vermelha e

alaranjada. Inclua ele na dieta da pequena, para que o organismo consiga trabalhar na proteção da

pele.  Caso sua menina tenha dificuldade em comer esse tipo de comida, crie alternativas criativas,

como lanches naturais, tortas, dentre outros.

Fruits and vegetables in a heart shape over a white background

 

Roupas leves e confortáveis

Para livrar a pele da pequena de possíveis acnes indesejadas, manchas e micoses, aposte em

roupas com tecidos de algodão. Ele é capaz de proteger a pequena dos raios ultravioletas, podendo

reter até 30% deles.

 

Mother and little daughter walking on the beach

Viu só como é fácil proteger a pele da sua pequena nos dias quentes de verão? Agora, coloque tudo

em prática e mantenha a saúde da sua menina em dia e curtindo muito a estação ao lado dela.


25 de dezembro, 2016

Planeje as férias de verão da sua pequena:

praia_ferias

Já estamos quase no final de dezembro e se você ainda não planejou as férias de verão da sua filha, está mais que na hora de colocar tudo no papel, analisar as possibilidades e fazer com que a pausa escolar dela seja um momento de descanso e descontração.

Antes de tudo, sente com a pequena e verifique o que ela tem em mente e o que ela deseja fazer. Veja quais são seus planos e expectativas para o período de recesso e adapte o planejamento de forma a atender as expectativas da criança.

 

Não vou tirar férias junto com minha filha

Neste caso, é extremamente importante o planejamento. Analise as finanças com antecedência e verifique o que é possível fazer, de forma que sua escolha não comprometa o orçamento da família. Existem colônias que, durante o período de férias escolares, ficam á disposição das crianças e contam com uma programação completa para entretê-las. Outra opção bastante interessante são os clubes localizados em bairros, que também dispõem de atividades interessantes para o verão.

Caso o orçamento aperte, você pode pensar em duas possibilidades; a primeira é verificar se algum familiar pode ficar com a pequeno nesse período. Para não entediá-la, reveze as visitas, como um dia na casa da madrinha, outro na vó e, assim, sucessivamente.
Deixe claro, para a pequena, que vocês podem se divertir muito aos finais de semana, realizando viagens rápidas, passeios a shoppings, parques, museus, e até em casa. O importante é aproveitar todos os momentos ao lado da criança.

Sempre concilio minhas férias com as da minha filha

 

Não existe opção melhor! Quando é possível entrar de férias junto com a sua família, é possível planejar uma viagem longa ou, simplesmente, não fazer planos. Imagina que experiência incrível poder analisar com ela a programação de férias da sua cidade e fazer coisas diferentes, sem planos e sem roteiros? Será uma aventura e tanto!

 

Uma opção interessante para quem ficará com a filha em casa é resgatar brincadeiras que saem do universo tecnológico: experimente jogos de cartas, tabuleiro, raciocínio, ou, até mesmo, brincar de amarelinha, esconde-esconde, mímica, dentre outras brincadeiras.

O recesso escolar é um período de descanso e pura diversão. Não importa se vocês estarão integralmente juntas, se ela ficará uns dias fora ou ficará na casa de alguém: o importante é ter a sensibilidade e planejar momentos em que a criança possa, realmente, se desligar dos estudos e relaxar.

 

Beijos e até a próxima!


21 de novembro, 2016

Minha filha não conversa mais comigo. E agora?

A Mother and daughter in forest together

Eis a situação: sua filha sempre conversou com você, sobre tudo! Você nunca precisou forçar o diálogo, pois ela é quem tomava a iniciativa e contava detalhes a respeito do dia dela na escola, o relacionamento com as amigas e outras pessoas e, do nada, ela simplesmente muda de comportamento.

Para completar o momento delicado, ao questioná-la sobre o silêncio, a menina se mostra agressiva e não quer mais tocar no assunto. O primeiro pensamento que corre pela sua cabeça certamente é:

“O que eu faço?”

Calma mamãe. Não precisa se desesperar, pois você não é a única a passar por essa situação. Muitas vezes, a criança pode se afastar por medo. Isso mesmo, medo! Sua filha pode achar que, comentando determinado assunto, você ficará preocupada, irritada, ou deixá-la de castigo.

Então, nós listamos algumas atitudes tomar para você botar em prática e fazer com que a pequena se sinta realmente segura em falar sobre qualquer assunto. Vamos lá?

1)      Não force o diálogo, pois sua menina não ficará confortável caso se sinta acurralada;

2)      Cuidado com o tom de voz. Serenidade e tranquilidade serão determinantes na hora que ela resolver se abrir;

3)      Crie momentos descontraídos para conversar: uma ida ao cinema, um almoço no lugar preferido dela e, até, um passeio pelo parque pode deixar ela mais aberta ao diálogo;

4)      Seja bem humorada. Acredite: ela ficará muito mais tranquila ao ver você sorrindo.

5)      Cuidado com a linguagem corporal: caras e bocas devem casar com o seu tom de voz.

6)      Por fim, reforce para sua menina que você estará sempre disponível para ela e que vocês são grandes amigas.

Esperamos que as dicas tenham ajudado vocês. Boa sorte e até mais!